6 dicas para quem está procurando o primeiro estágio

Muita gente tem dúvidas do que fazer quando resolve procurar o primeiro estágio. Apesar deste ser o objetivo de muitos estudantes, essa fase cheia de novidades tem tanta informação que pode deixar muitas pessoas totalmente perdidas.

Por isso separamos algumas dicas rápidas para quem quer entrar no mercado de trabalho ganhar aquela

  1. Qual área seguir

Pesquise sobre a área que você deseja seguir e trabalhar, se ela está relacionada ao seu curso e que tipo de trabalho você irá fazer. Dê uma olhada em todas as opções que possam lhe interessar e, assim, será possível filtrar melhor onde você deseja iniciar sua carreira. Nada de começar no mercado de trabalho perdidão, hein?

Leia também:
Como conseguir o primeiro emprego

  1. Qual tipo de estágio

De acordo com a Emenda Constitucional nº 20, de 1998, é possível realizar estágio a partir dos 16 anos, sendo 2 anos o período máximo de contrato.

É necessário ser um estudante devidamente matriculado em instituições de educação superior, de educação profissional (técnico), de ensino médio, da educação especial ou dos anos finais do ensino fundamental (desde que faça parte da modalidade profissional de educação de jovens e adultos, o EJA).

O estágio pode ser obrigatório ou não obrigatório, sendo esse primeiro definido no projeto do curso que está sendo realizado e um pré-requisito para que o aluno consiga se formar. Eles são mais comuns nas áreas de MedicinaEducação Física e Enfermagem ou para Licenciaturas, por exemplo.

Leia também:
Qual a diferença entre Bacharelado e Licenciatura? Veja qual a melhor opção de Graduação para você
Não consegue encontrar um estágio remunerado? O que fazer agora?

  1. Verificar se a faculdade autoriza o estágio

Algumas faculdades não autorizam a realização de estágio profissional durante os primeiros anos da graduação por não haver compatibilidade com a carga horária do curso ou com a proposta de ensino da instituição. Lembre-se que os estágios hoje podem ser de 4 horas diárias (20 horas semanais) ou de 6 horas por dia (contabilizando 30 horas semanais).

  1. Montar seu currículo

Chegou a hora de você bota no papel todas as suas habilidades e informações que possam interessar o recrutador para lhe chamar para uma entrevista. O Quero Bolsa disponibiliza quatro modelos de currículos que podem ser usados como base para o seu currículo, por exemplo. Também é possível encontrar algumas dicas para organizar o seu currículo se você não tem uma experiência profissional anterior.

Leia também:
+
 11 termos que devem ser evitados no currículo
+ Como colocar idiomas no currículo?
Cursos online gratuitos podem ajudar a turbinar o currículo

  1. Plataformas que oferecem estágio

Existem diversas opções na internet de sites que ajudam o estudante na hora de encontrar uma vaguinha de estágio. São plataformas pagas e outras gratuitas onde você pode procurar por uma oportunidade na área que deseja. Dê uma olhadinha aqui em alguns exemplos que separamos.

Leia também:
9 dicas para ser um estagiário top
+ Saiba como encontrar vagas de emprego

  1. Não deixe a faculdade de lado!

Começar um estágio e entrar de vez no mercado de trabalho é algo muito legal e um sonho para muita gente. Mas não deixe DE JEITO NENHUM que isso interfira em seu desempenho na faculdade. Para continuar no estágio é preciso que você não apenas esteja matriculado na escola ou na faculdade, mas que também frequente as aulas. Além disso, para ser efetivado em um estágio, por exemplo, é preciso se formar. Não se esqueça!

Leia também:
Sem motivação para estudar? Veja 3 dicas para não desmotivar nos estudos
Dez aplicativos que todo estudante deve ter no celular

 

 

Saiba mais sobre a Brazcubas e conheça também a opinião dos alunos na página de avaliação

da universidade.

Deixe um comentário