Afinal, faltam vagas no mercado de trabalho ou faltam pessoas qualificadas?

Os últimos anos não têm sido fáceis para o Brasil, principalmente quando olhamos para o mercado de trabalho. De um lado, as taxas de desemprego permanecem altas. De outro, as empresas continuam reclamando das dificuldades enfrentadas para contratar pessoas qualificadas.

Pesquisa realizada pela Hays Global Skills Index comprova que a demanda por mão de obra especializada ainda é maior que a oferta, ou seja, existem vagas abertas nas empresas que não estão sendo preenchidas pela falta de formação dos profissionais.

Para quem está em busca de melhores colocações no mercado de trabalho, o primeiro passo, então, é justamente avaliar quais áreas estão em alta e entender o que precisa ser feito para atender a essa demanda do mercado.

Interessado? Separamos informações importantes sobre o assunto para o post de hoje. Confira como você pode se capacitar para aproveitar as oportunidades que existem atualmente no Brasil, mesmo considerando a situação pouco estável da economia.

Onde estão as vagas para pessoas qualificadas?

Em períodos de desemprego em alta, como os que vivemos nos últimos anos no Brasil, é comum ouvirmos comentários do tipo “não adianta nada fazer faculdade, porque não tem emprego”.

É preciso tomar cuidado com essas generalizações. Não é tão simples assim entender as dinâmicas do mercado de trabalho. Sim, as empresas têm tido dificuldade para expandir os negócios, em razão da crise econômica, o que leva a uma redução nas contratações.

Porém, ao mesmo tempo, em função das mudanças que têm ocorrido em diversas áreas, muitas companhias estão precisando correr atrás de mão de obra especializada. Nesse caso, o problema não é a escassez dos recursos e sim a falta de formação das pessoas que estão em busca de oportunidades.

O estudo realizado pela Hays Global Skills Index, que citamos lá no início do post, apurou que a situação do Brasil piorou de um ano para outro. Numa escala de 0 a 10, a nota nacional foi de 5,5. Segundo a metodologia da pesquisa, quando alcançam médias acima de 5.0, os mercados em questão mostram-se muito pressionados.

Um dos aspectos analisados é justamente a disparidade entre o que o mercado precisa e a oferta de mão de obra, que revela o grau de dificuldade que as empresas enfrentam na contratação de profissionais qualificados. Ou seja, estamos falando de algo que prejudica as empresas.

O estudo da Hays indica algumas atividades que têm sido demandadas, como executivo de venda, coordenador fiscal, gerente industrial, especialista em segurança de aplicativos e planejadores.

De acordo com outros levantamentos realizados no Brasil, as empresas têm reclamado da falta de candidatos qualificadas para diversos segmentos, da indústria ao agronegócio. Percebe-se que, na maioria dos casos, o problema é que as pessoas acabam não se preparando como deveriam para entrar no mercado de trabalho.

A experiência obtida em determinada atividade é importante, porém, será cada vez mais difícil conseguir manter um nível de renda adequado se o candidato não investir no seu aperfeiçoamento profissional e encontrar uma forma de impulsionar o desenvolvimento da sua carreira.

Quais vantagens são obtidas com um curso superior?

Qualificação profissional

Ao se analisar essa situação, não há como duvidar da importância dos cursos de graduação. Eles são a saída para garantir que os profissionais tenham mais especialização, conhecimento técnico, o que aumenta consideravelmente as chances de conseguir empregos mais qualificados.

É importante lembrar que o mercado de trabalho é dinâmico e não permanece estanque. De um ano para o outro, dentro de um mesmo segmento, é possível identificar áreas que apresentam demandas mais interessantes em termos de empregabilidade. O que vai fazer a diferença, no final das contas, é o fato de a pessoa ter conseguido se qualificar, melhorar as suas habilidades e competências profissionais.

Oportunidade de networking

Outra questão relevante, quando se considera as vantagens dos cursos superiores, é que o profissional não sai da universidade apenas com um diploma. Ele ganha experiência de vida e aumenta as chances de ampliar o seu networking.

Não se engane: tanto nos cursos presenciais como no ensino a distância você tem a possibilidade de conhecer pessoas que estão no mercado de trabalho e que podem fazer uma indicação do seu nome para uma vaga. Além disso, esse contato pode ajudar você a ampliar o seu conhecimento sobre determinada atividade.

Os próprios professores podem auxiliar bastante nos dois casos, uma vez que muitos trabalham na área e conhecem boas empresas daquele segmento. É comum que as pessoas peçam recomendações a você e que falem sobre o que estão buscando nos processos de recrutamento.

Maiores salários

Há estudos que comprovam que pessoas com formação universitária aumentam as chances de elevar sua renda. Primeiro, em razão da questão da qualificação. Se você consegue agregar novas habilidades ao seu currículo, é natural que possa reivindicar salários melhores, certo?

É preciso considerar, também, o fato de que existe a lei da oferta e a procura. Ou seja, se é difícil encontrar um profissional com aquele tipo de conhecimento, é óbvio que as empresas terão propostas mais agressivas para conseguir atrair os bons profissionais.

Mudança de rumo na vida profissional

Se você está atento às tendências do mercado de trabalho, vale também pensar na possibilidade de realizar um curso universitário para mudar os rumos da sua carreira profissional.

Não é raro vermos pessoas insatisfeitas com a sua atividade e que, por isso, acabam não evoluindo como gostariam. Pense nisso: quem aprecia o que faz acaba se dedicando mais não apenas à realização de suas tarefas, mas também na busca de aperfeiçoamento.

Então, se você anda desanimado e considera que tem poucas chances de evoluir no trabalho atual, por que não investir numa mudança de direção? O primeiro passo para isso é analisar as possibilidades de cursos e identificar áreas que têm mais a ver com os seus interesses.

A escolha da carreira depende de muitos fatores. Tem gente que tem certeza da sua vocação, outros consideram mais a questão da empregabilidade. O importante, contudo, é não se acomodar.

Como citamos no início do post, não é tão simples a análise sobre as condições do mercado de trabalho. Falta emprego para muita gente, porém, sobram vagas para pessoas qualificadas. Então, por que não investir em algo que vai prepará-lo para ocupar esses postos que estão vagos no Brasil?

Gostou do artigo? Ficou interessado em saber mais sobre como você pode facilitar a sua inserção no mercado de trabalho? Entre em contato com a Brazcubas para ajudarmos você a escolher o curso que mais se encaixa com o seu perfil.

Deixe um comentário