Você conhece o curso de Óptica e Optometria?

Já ouviu falar sobre o curso de Óptica e Optometria? Então, quem escolhe esse curso torna-se um optometrista! A profissão ainda é pouco conhecida no Brasil, mas tem uma grande importância na prevenção de problemas oculares.

Outra informação bem importante para quem está analisando oportunidades profissionais: os técnicos dessa área têm um vasto campo de trabalho e altas chances de empregabilidade. Esse é um fator a ser considerado na escolha de uma profissão, principalmente num momento de tantas mudanças no mercado de trabalho, concorda?

E tem mais uma razão para que você conheça mais sobre as opções de cursos de graduação disponíveis para atuar nesse campo. O estudante tem a oportunidade de ter contato com várias áreas do conhecimento humano, como anatomia, neurologia, farmacologia, psicologia etc.

Interessante, não? Quer entender mais sobre a faculdade de Óptica e Optometria? Então continue a leitura deste post, porque vamos esclarecer todas as suas dúvidas!

Qual é a importância da Optometria?

Para você entender as atividades exercidas pelo optometrista, o primeiro ponto é saber que Optometria é a ciência que estuda o sistema visual. O objetivo dela é garantir que as pessoas possam ter o máximo de rendimento das funções oculares. Para isso, a palavra de ordem nessa área é prevenção.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) defende que a Optometria é a primeira barreira para evitar a cegueira evitável no mundo, ou seja, trata-se de um campo de trabalho que ganha importância em países que têm mais problemas nessa área.

Infelizmente, o Brasil é um deles. Estima-se que 56% da população tenha algum problema de visão por causa das alterações oculares e não necessariamente de uma doença.

É importante entender essa diferença, porque assim fica mais fácil não fazer confusão com outra profissão do mesmo campo, a oftalmologia.

O oftalmologista (que precisa fazer faculdade de Medicina e especializar-se nessa área) atua no tratamento das doenças, das patologias do sistema visual.

A Ortóptica é um ramo da oftalmologia, porém vai realizar outro tipo de avaliação, observando se o paciente tem desvios oculares. E, a partir daí, define programas terapêuticos visando a reeducação e a reabilitação.

E a Optometria, por sua vez, envolve as técnicas e as práticas profissionais para a realização desse tipo de exame e a adoção das medidas apropriadas. Note, porém, que os técnicos não vão tratar das doenças e sim dos defeitos da visão.

Vamos abordar nos próximos tópicos as atividades que podem ser exercidas pelos técnicos formados em Óptica e Optometria, mas saiba que eles podem prescrever lentes ou exercícios para a correção dos problemas. E, se detecta uma patologia, encaminha o paciente para o oftalmologista. Ficou clara a diferença?

Como é o curso de Óptica e Optometria?

Os cursos na área de saúde, como você deve imaginar, exigem dedicação aos estudos por parte do aluno. Compreensível, uma vez que estamos falando de atividades que demandam conhecimento técnico e precisam de profissionais que entendam a responsabilidade envolvida na sua profissão.

Especificamente no curso de Óptica e Optometria, saiba que você terá a possibilidade de lidar com várias áreas do conhecimento humano. Esse é um aspecto positivo da graduação, porque o aluno tem contato com disciplinas de Ciências Biológicas e Saúde, além de cursar matérias vinculadas às ciências Humanas, Sociais e Ambientais. Estas últimas são importantes para entender os aspectos psicológicos, sociais e éticos do trabalho.

O conteúdo trabalhado na faculdade também contempla toda a parte de profissionalização da Optometria, que é quando o estudante aprende a usar as técnicas, métodos e instrumentos de Óptica e Optometria.

Ainda sobre a formação, saiba que a atividade de óptico optometrista é devidamente reconhecida pela legislação nacional, pelo Decreto n° 20.931, de 1932.

O MEC (Ministério da Educação) registra os cursos de nível técnico e superior, e o Ministério do Trabalho classifica e regulamenta a área de atuação do profissional, especificando que ele está habilitado para a realização de exames de refração ocular e adaptação de lentes de contato.

Em virtude da importância de o estudante exercer a parte prática, quem opta por graduar-se nessa área precisa realizar estágios obrigatórios. Cada universidade pode determinar como será a distribuição do currículo, mas, em geral, os alunos têm estágios nas áreas de Optometria, Óptica, Ortóptica e Contatologia, além da experiência interdisciplinar.

Como escolher o curso?

Não são muitas faculdades que oferecem o curso de Óptica e Optometria, então, ao analisar as possibilidades de graduação, avalie se a instituição é devidamente reconhecida e tem excelência nessa área, ou seja, dispõem das instalações e dos convênios necessários para garantir a sua formação técnica.

A Universidade Braz Cubas, por exemplo, conta com laboratórios próprios de Optometria, Anatomia Humana, Microscopia, Prótese e Física. Além disso, mantém parcerias com asilos, creches e orfanatos para a realização dos estágios e conta com o apoio de instituições como a Rotary International e prefeituras locais para atividades e práticas extras.

Os estágios acontecem a partir do quarto semestre, e os alunos têm ainda as Atividades Práticas Supervisionadas, quando têm a oportunidade de obter a experiência do dia a dia da profissão de optometrista fora da sala de aula, sempre sob a supervisão dos orientadores.

Uma das vantagens, no caso da Universidade Braz Cubas, é que você pode optar pelo curso presencial ou semipresencial. Em ambos os casos o curso tem duração de 7 semestres (3 anos e meio) e inclui as atividades de estágio.

A opção do curso na modalidade de educação a distância (EAD) deve ser analisada com atenção para quem não quer perder tempo com o deslocamento até a universidade, prefere ter mais flexibilidade no dia a dia ou reside numa região muito distante das unidades que oferecem o curso.

Saiba que você não tem nada a perder em relação ao curso presencial, seja em termos de conteúdo, atividades práticas ou regulamentação. E o diploma é igualmente valorizado no mercado de trabalho.

Onde o optometrista pode trabalhar?

Agora que você já tem uma boa noção sobre o que é Optometria e do que vai estudar na faculdade, vamos analisar suas áreas de atuação.

Como informamos, a empregabilidade nessa área é excelente no Brasil. Isso acontece porque há demanda por profissionais capacitados para ajudar na prevenção das dificuldades oculares, e esse tipo de especialização técnica não é muito conhecida no país.

Quem se forma nessa área pode trabalhar no SUS (Sistema Único de Saúde) — que tem procurado investir mais nessa questão da prevenção —, e em empresas privadas. Nesse caso, estamos falando de clínicas, nas quais o profissional fará os exames necessários ou dará o apoio técnico no uso de lentes, e também em empresas que prestam atendimentos específicos para crianças, idosos, esportistas e trabalhadores de determinadas áreas.

Outra frente importante, para quem optar por atuar com Óptica, é a possibilidade de trabalhar em empresas especializadas na fabricação de óculos e lentes de contato. E na Ortóptica, fazer a avaliação necessária para elaborar uma terapia em que possa reeducar a ação muscular dos olhos.

Como você viu, os graduados em Óptica e Optometria têm à disposição boas oportunidades no mercado de trabalho e ainda contam com a falta de mão de obra qualificada no Brasil.

Gostou do artigo? Tem interesse em ser um óptico optometrista? Então aproveite para conhecer mais sobre o Curso de Óptica e Optometria da Universidade Braz Cubas, referência nessa área no Brasil!

 

Deixe um comentário