Vagas para assistente social: como é o mercado de trabalho na área?

O Serviço Social trabalha para a defesa dos direitos da coletividade, junto a setores da administração pública, empresas privadas e entidades do terceiro setor. É um mercado de trabalho em expansão e, dessa maneira, as vagas para assistente social são numerosas em todo o país.

Esses profissionais executam e avaliam planos, projetos e políticas públicas voltados para indivíduos ou grupos. Realizem vistorias, perícias técnicas, estudos socioeconômicos e pareceres para subsidiar instituições públicas e privadas e garantir o bem-estar físico, social e psicológico das pessoas.

Neste post, descubra como é a graduação em Serviço Social, a importância dessa profissão, o perfil do assistente social, além das perspectivas profissionais na área. Acompanhe!

Como é o curso superior de Serviço Social?

O bacharelado em Serviço Social tem duração de 4 anos e forma um profissional para trabalhar em diferentes setores da esfera pública, mas também na esfera privada e entidades de terceiro setor.

O aluno adquire uma visão ampla para analisar a realidade social e, assim, tem meios para refletir sobre soluções em prol da defesa dos direitos e integração dos indivíduos na sociedade. Confira a seguir algumas disciplinas que fazem parte da matriz curricular desse curso superior:

  • Sociologia;

  • Psicologia;

  • Filosofia;

  • Antropologia;

  • Direitos Humanos;

  • Proteção Social;

  • Estatística;

  • Teoria Política;

  • Política Pública;

  • Política Social;

  • Economia Política;

  • Terceiro Setor;

  • Projetos Sociais;

  • Gestão Social;

  • SUS e Atenção à Saúde da Família;

  • Classes e Movimentos Sociais.

No final da graduação, o estudante precisa ainda fazer o estágio obrigatório, etapa importante para que ele passe a conhecer o dia a dia e desafios dessa profissão.

EAD

Há a possibilidade de cursar o Serviço Social nas modalidades semipresencial ou 100% online, a chamada educação a distância (EAD). Essa opção facilita a vida do aluno, que pode trabalhar e estudar ao mesmo tempo, já que consegue acompanhar as aulas e outras atividades da graduação no horário e local que quiser.

Para cursar a EAD, só é preciso ter um dispositivo — como tablet, notebook ou até smartphone — conectado à internet. Com isso, você tem acesso a uma plataforma de ensino intuitiva, ou seja, fácil de navegar, e recebe todo o suporte como se estivesse em sala de aula.

E quem escolhe essa modalidade de ensino pode ficar tranquilo, porque o diploma do curso é reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), da mesma maneira que uma graduação presencial.

Qual a importância dessa profissão?

O assistente social tem papel-chave principalmente em um cenário de desigualdade social, como acontece no Brasil. Seu trabalho visa ao planejamento e execução de políticas públicas, estudos, pesquisas e outras ações para garantir os direitos da sociedade, especialmente de grupos menos favorecidos ou em situação de vulnerabilidade social.

Por isso, o Serviço Social tem atuação direta com moradores de rua, dependentes químicos, presidiários, pessoas de baixa renda, grupos LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros), idosos, refugiados, minorias étnicas, entre outros.

Esse profissional tem como função orientar esses e outros grupos em relação a direitos nas áreas da saúde, habitação, educação, emprego, assistência social, bem como auxiliar para essa conquista.

Qual o perfil do assistente social?

Esse profissional deve gostar, em primeiro lugar, de trabalhar com pessoas. Ele vai atuar como um agente transformador e, para isso, precisa ter sensibilidade, empatia, saber ouvir, ser comunicativo e didático.

É necessário possuir, ainda, um olhar crítico e atualizado em relação às questões econômicas e sociais e também saber atuar em situações de conflito e estar preparado para desafios.

Como é o mercado de trabalho nessa área?

O mercado de trabalho do Serviço Social está em expansão e, com isso, é possível encontrar vagas para assistente social em todos os municípios, ou seja, o profissional não precisa estar necessariamente em grandes centros para construir uma carreira nessa área.

A atuação maior é ainda no setor público, nas esferas municipal, estadual e federal, mas crescem as oportunidades também em âmbito privado e entidades de terceiro setor, como detalhamos no próximo tópico.

Onde encontrar vagas para assistente social?

Para trabalhar no Serviço Social, além do diploma de graduação, é preciso ter o registro no Conselho Regional de Serviço Social (CRESS), autarquia que normatiza, fiscaliza e defende o exercício profissional.

Quem busca vagas para assistente social, deve procurar por:

Concursos públicos

São certames bem concorridos para o ingresso em órgãos da administração pública direta e indireta. O profissional pode atuar em diferentes áreas, como:

  • instituições de saúde (secretarias, unidades básicas de saúde, postos de saúde, hospitais);

  • assistência social (centros de referência especializados e centros de acolhimento de crianças e adolescentes);

  • educação (secretarias, creches, escolas e universidades);

  • segurança (presídios, casas de detenção e unidades de atendimento socioeducativo);

  • poder judiciário (principalmente nas áreas com temas protetivos, como infância, idoso e violência doméstica).

A atuação do profissional na área pública também cresceu em virtude do lançamento de programas sociais de erradicação da pobreza do Governo Federal.

Terceiro setor

O assistente social pode trabalhar ainda em ONGs, fundações e outras associações com projetos sociais para populações marginalizadas.

Setor privado

As vagas para assistente social têm crescido também no setor privado. Além do ramo da saúde — como hospitais e operadoras de planos de saúde — empresas de outros segmentos também abrem oportunidades para essa carreira.

É o caso de companhias de engenharia e mineração, que precisam desse profissional para a realização de estudos de impacto de sua atividade econômica para populações de determinadas áreas. O assistente social trabalha, portanto, para a elaboração e coordenação de projetos de apoio a esses indivíduos, como transferências de famílias e acompanhamento nessa adaptação.

A formação em Serviço Social ainda permite trabalhar na área de recursos humanos de empresas que se preocupam com a qualidade de vida e bem-estar de seus colaboradores.

Se você busca uma carreira promissora, pode apostar sem medo na faculdade de Serviço Social. As vagas para assistente social têm crescido e, além do setor público, o profissional passou a ser valorizado também por empresas privadas, de diferentes segmentos.

Viu só como há boas perspectivas profissionais para o assistente social? Ficou interessado em fazer essa graduação? Entre em contato com a Braz Cubas e receba outras informações sobre esse curso superior!

 

Deixe um comentário